Indy
09/02/2018 13:22

Leist vira abaixo de 20s, supera Fittipaldi e comanda 1-2 brasileiro no teste de novatos da Indy em Phoenix

Matheus Leist impressionou no teste de novatos da Indy no oval de Phoenix. O gaúcho da Foyt virou 19s970, comandando um 1-2 brasileiro com Pietro Fittipaldi, da Dale Coyne, em segundo
Warm Up
Redação GP, de São Paulo

O começo dos brasileiros novatos da temporada 2018 da Indy foi muito positivo. Nesta quinta-feira (8), no teste dos calouros em Phoenix, Matheus Leist e Pietro Fittipaldi fizeram um 1-2 brasileiro, com o gaúcho da Foyt impressionando ao virar 19s970.
 
Leist nem ficou tanto tempo assim na pista, já que completou apenas 63 voltas, mas o tempo todo demonstrou um ritmo bem forte na pista oval do Arizona. Em 2017, na Lights, Matheus já mostrava sua qualidade em pistas do tipo.
 
"Ainda é só o começo, mas é sempre bom andar na frente em um dia de treinos. Nós teremos uma avaliação melhor dos tempos nesta sexta-feira, quando todos os pilotos vão estar na pista e a sessão será à noite, com uma temperatura um pouco mais baixa. De qualquer forma, o mais importante é que estou me sentindo muito bem no carro e a equipe vem crescendo  bastante", comentou o gaúcho, líder da sessão.
Matheus Leist liderou o teste de novatos em Phoenix (Foto: IndyCar)

A expectativa do jovem piloto, aliás, é de que os tempos caiam ainda mais na noite desta sexta-feira, quando todos os membros do grid da Indy estarão juntos em voltas rápidas.
 
"Foi minha primeira vez em um oval com o carro da Indy e a velocidade foi bem impressionante, bem rápido mesmo, com a volta tendo como média quase 300 km/h. Neste treino, a pista ainda estava com menos aderência e o calor foi bem forte, por isso a expectativa é baixar os tempos. O entrosamento com o Tony e todos da Foyt tem sido muito bom, eles passam bastante informações para mim e me ajudam muito a me adaptar cada vez mais rápido", completou Leist.
Pietro Fittipaldi foi segundo no teste de novatos em Phoenix (Foto: IndyCar)

Fittipaldi também passou uma impressão bem positiva na atividade. O piloto da Dale Coyne completou 139 giros, mais do que qualquer outro na sessão. E ainda fez uma volta muito competente: 20s067, atrás apenas do compatriota da Foyt.
 
"Foi simplesmente incrível. Eu corri em ovais cinco anos atrás, mas era em carro de turismo e em ovais mais curtos. Quando cheguei aqui, fiquei um pouco intimidado, sim. É muito rápido, o volante fica duro e o muro chega perto de você muito rapidamente. Mas o time fez um ótimo trabalho e o Sébastien também me ajudou bastante, deu bons conselhos e me deixou mais confortável", explicou Pietro ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
 
A terceira posição da atividade ficou com Robert Wickens, que vai correr com as cores da Schmidt Peterson em 2018. Spencer Pigot, que finalmente vai poder guiar nos ovais com a Carpenter, foi quarto, seguido por Zach Veach, Kyle Kaiser e Gabby Chaves, respectivamente de Andretti, Juncos e Harding.

Últimas Notícias
sábado, 23 de junho de 2018
F1
F1
F-E
sexta-feira, 22 de junho de 2018
F1
Indy
Indy
Indy
Indy
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
F2
Galerias de Imagens
Facebook