F1
28/04/2018 11:01

Vettel sobressai na hora decisiva e é pole em classificação peculiar no Azerbaijão. Hamilton divide primeira fila

Sebastian Vettel já havia mostrado no TL3 que seria um forte candidato à pole, então, quando foi para valer mesmo, o alemão se impôs novamente para conquistar o direito de largar da posição de honra do grid no Azerbaijão. Será a 53ª vez da carreira que Vettel vai puxar o pelotão e a terceira na temporada 2018. A classificação também se mostrou curiosa pelo jogo de vácuo da Red Bull e da Force India como quarta força
Warm Up / EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba
 Sebastian Vettel (Foto: Ferrari)

Ele já havia demonstrado força no terceiro treino livre e deixado claro o favoritismo à pole. Quando foi para valer mesmo, Sebastian Vettel apenas confirmou aquilo que se esperava: o líder do campeonato vai partir do posto de honra do grid, neste domingo, no Azerbaijão, a quarta etapa da temporada 2018 da F1. E será a 53ª vez na carreira que o ferrarista vai puxar o pelotão e a terceira consecutiva neste ano. 

A primeira fila ainda terá Lewis Hamilton. Sem se mostrar suficientemente forte em nenhum momento durante o fim de semana, o inglês conseguiu extrair mais do instável W09 para assegurar o segundo posto do grid. É bem verdade que a posição na ponta só se deve ao um erro de Kimi Räikkönen, que vinha em uma volta muito veloz - o finlandês tinha chance até de pole não fosse uma escorregadinha no fim. Ao nórdico coube se contentar com o sexto posto.

Entre os dois carros italianos, ainda tem um Valtteri Bottas saindo do terceiro lugar, logo à frente dos dois carros da Red Bull, que tentaram de tudo para avançar no grid - os dois pilotos protagonizaram um 'jogo de vácuo' para ganha velocidade, grande deficiência dos rubro-taurinos. A classificação foi marcada por condições adversas da pista, muito vento, o que provocou erros dos pilotos e seguidas bandeiras amarelas ao longo da sessão.

E o papel de melhor do resto voltou para as mãos da Force India. Esteban Ocon obteve um ótimo sétimo lugar, uma posição melhor que o companheiro Sergio Pérez. A Renault fecha o top-10, com Nico Hülkenberg mais uma vez à frente de Carlos Sainz.

A largada da F1 está marcada para as 9h10 (de Brasília). E o GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.
Sebastian Vettel é pole em Baku (Foto: AFP)
Confira como foi a classificação do GP do Azerbaijão 

O início da sessão que definiu as posições de largada da corrida em Baku começou com temperaturas mais amenas do que no TL3, na casa de 22ºC. No pouco abrasivo asfalto, os termômetros já marcavam 26.5ºC, enquanto o céu se mostrava bastante nublado no fim de tarde azeri. E um dos primeiros a ir à pista na abertura do Q1 foi Sebastian Vettel, o homem que se colocou como favorito após dominar o último treino antes da classificação.
 
Todo mundo decidiu já usar os ultramacios de cara. Coube a Kevin Magnussen inaugurar a tabela com 1min45s178. Charles Leclerc, Pierre Gasly, Marcus Ericsson foram os pilotos que vieram compondo a tabela. Esteban Ocon, Nico Hülkenberg e Sergey Sirotkin apareceram no top-3 na sequência. Mas um problema de câmbio com a Haas de Romain Grosjean chamou a bandeira amarela, o que acabou atrapalhando a volta rápida de muita gente, incluindo os ponteiros.
 
Quando a bandeira verde voltou, Kimi Räikkönen assumiu a dianteira com 1min42s985, com Ocon ainda em segundo. Vettel, Ricciardo, Hamilton e Bottas completavam os seis primeiros. Max Verstappen apareceu apenas em sétimo, melhor que Hülkenberg e Carlos Sainz. Leclerc, por sua vez, vinha em uma forte 11ª posição. Já a zona da degola ainda estava vazia, já que Ericsson, Fernando Alonso, Brendon Hartley, Stoffel Vandoorne e Grosjean seguiam sem tempo.
Pierre Gasly precisou de reflexo rápido para evitar a batida no companheiro de Toro Rosso (Foto: Reprodução/TV)
Na parte de cima da tabela, Räikkönen baixou um pouco mais sua marca e alcançou 1min42s538. Hamilton acompanhou o nórdico ferrarista e se colocou ali a um décimo. Vettel era o terceiro, com um ótimo Ocon ainda em quarto, que seria superado por Ricciardo na sequência. Bottas, Magnussen, Hülkenberg e Pérez completavam o top-10.
 
Com pouco mais de um minuto para o fim, a Toro Rosso protagonizou mais um incidente. Em volta rápida, Gasly precisou sair da trajetória e quase bateu no muro na tentativa de evitar um choque com o companheiro Brendon Hartley, que vinha lento pelo traçado. Por causa do 'quase' acidente, o francês perdeu a chance de escapar do Q1. No fim, foi eliminado, junto com o colega neozelandês. 
 
Além deles, Stoffel Vandoorne também foi limado, depois que Stroll conseguiu uma volta muito boa nos instantes finais. Ericsson e Grosjean também fracassaram.
Assim terminou a primeira fase da classificação em Baku (Foto: Reprodução/F1)
RÄIKKÖNEN QUASE EM APUROS

Como sempre acontece, a parte intermediária da classificação teve início com os carros da ponta já na pista. E todos eles - Ferrari, Mercedes e Red Bull - já vieram devidamente calçados com os pneus supermacios, deixando clara a estratégia para a corrida de domingo, uma vez que os pilotos largam com os compostos usados nesta fase da sessão. E Valtteri Bottas foi quem surgiu à frente, com 1min42s679. 
 
Max Verstappen se colocou ali em segundo, trazendo Sebastian Vettel, Esteban Ocon, Daniel Ricciardo, Nico Hülkenberg, Sergey Sirotkin, Fernando Alonso e Sergio Pérez no top-10. Kimi Räikkönen aparecia fora da zona de classificação, quando errou na freada da curva 3 e foi parar fora da trajetória. Enquanto isso, Hamilton cravou 1min42s676 para assumir a ponta - o tempo foi apenas 0s003 mais veloz do que a marca do companheiro de Mercedes.
Kimi Räikkönen quase perdeu a chance de se classificar para o Q3 (Foto: Reprodução/TV)
A parte da degola tinha os seguintes nomes: Carlos Sainz, Kevin Magnussen, Räikkönen, Charles Leclerc e Lance Stroll. 
 
Aí, nos instantes derradeiros, a Ferrari mandou seus dois pilotos para a pista com os ultramacios, em mudança de tática - ao menos com o finlandês, porque foi o único que acabou melhorando sua marca anterior. E todo mundo veio também para as tentativas finais do Q2.
 
Räikkönen, então, crava 1min42s510 e vira P1. Hamilton e Bottas se mantiveram no top-3, seguidos por Verstappen, Ocon, Vettel, Hülkenberg, Pérez, Sainz e Ricciardo - precisou trabalhar no fim para não ficar fora do Q3. Stroll e Sirotkin, em uma melhor exibição da Williams, ficaram em 11º e 12º respectivamente. Alonso, Leclerc e Magnussen completaram os eliminados.
Assim terminou a fase intermediária da classificação em Baku (Foto: Reprodução/F1)
A HORA DA VERDADE

Max Verstappen foi o primeiro a abrir volta rápida na fase decisiva da classificação. Mas o 1min42s017 foi pouco para sustentar o holandês na ponta. Logo vieram Valtteri Bottas, Lewis Hamilton e, por fim, Sebastian Vettel. O tempo do alemão veio em 1min41s498 - 0s342 à frente do inglês da Mercedes. 
 
Daniel Ricciardo, Kimi Räikkönen, Esteban Ocon, Sergio Pérez, Nico Hülkenberg e Carlos Sainz ainda compuseram o top-10. 

Minutos depois, os protagonistas saíram para as voltas derradeiras. E o melhor de todos foi Räikkönen, que poderia até ter tirado a pole de Vettel, mas um errinho e uma escorregada na parte final o impediram de avançar. O finlandês, então, ficou apenas com a sexta posição. Lá na frente, o tetracampeão garantir o posto de honra e terá a seu lado outro tetracampeão.
 
A F1 volta neste domingo, a partir das 9h10 (de Brasília), para a disputa do GP do Azerbaijão, em Baku. 

F1, GP do Azerbaijão, Grid de Largada

1   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari   1:41.498  
2   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes   1:41.677 +0.179
3   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes   1:41.837 +0.339
4   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer   1:41.911 +0.413
5   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer   1:41.994 +0.496
6   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari   1:42.490 +0.992
7   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes   1:42.523 +1.025
8   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes   1:42.547 +1.049
9   55 Carlos SAINZ JR ESP Renault   1:43.351 +1.853
10   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes   1:43.585 +2.087
11   35 Sergey SIROTKIN RUS Williams Mercedes   1:43.886 +2.388
12   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Renault   1:44.019 +2.521
13   16 Charles LECLERC MCO Sauber Ferrari   1:44.074 +2.576
14   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault P +5 1:43.066 +1.568
15   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari   1:44.759 +3.261
16   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Renault   1:44.489 +2.991
17   10 Pierre GASLY FRA Toro Rosso Honda   1:44.496 +2.998
18   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari   1:45.541 +4.043
19   28 Brendon HARTLEY NZL Toro Rosso Honda   1:57.354 +15.856
20   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari