F1
24/06/2018 13:30

Vettel assume culpa por acidente com Bottas na largada em Paul Ricard, e Lauda critica punição: “5s é muito pouco”

Sebastian Vettel admitiu que forçou a barra no começo da corrida para tentar ganhar o segundo lugar de Valtteri Bottas, reconheceu que ficou sem espaço e que não conseguiu evitar o toque na Mercedes do finlandês. O tetracampeão ainda terminou em quinto, mas disse que tinha ritmo para ao menos lutar com a Mercedes de Lewis Hamilton, que voltou à liderança do campeonato
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 000_16J737

É possível dizer que o vencedor do GP da França deste domingo (24) foi decidido logo no início. Lewis Hamilton partiu da pole-position, enquanto Valtteri Bottas lutou com Sebastian Vettel pelo segundo lugar. O alemão da Ferrari passou do ponto na primeira curva e não conseguiu evitar a batida na Mercedes #77. Os dois rodaram e caíram para as últimas posições, enquanto Hamilton caminhou para uma vitória fácil na esteira de um passeio dominical.
 
Em entrevista coletiva pouco depois da corrida, Vettel reconheceu que errou na tentativa de ultrapassagem sobre Bottas.
 
“Minha largada foi boa demais, e então fiquei sem ter para onde ir. Foi erro meu. Tentei frear cedo e escapar, mas fiquei sem espaço. Valtteri tentou recuperar sua posição, o que foi justo, mas então fiquei sem ter para onde ir. A curva é para a esquerda e tentei fazê-la mais lenta, mas tinha pouca aderência. E infelizmente acabei tocando em Valtteri”, admitiu o piloto, que agora voltou à vice-liderança do campeonato e está 14 pontos atrás de Hamilton.
Vettel acertou Bottas na primeira curva, e os dois rodaram no início do GP da França (Foto: Reprodução)
Vettel teve de cumprir a punição de 5s, imposta pelos comissários de prova, quando fez seu segundo pit-stop para troca de pneus. O alemão cruzou a linha de chegada em quinto lugar, duas posições à frente de Bottas.
 
Questionado se tinha ritmo bom o bastante para lutar com o rival pela vitória, Vettel respondeu de forma positiva. “Acho que nós tínhamos bom ritmo. Tentei forçar o ritmo para me recuperar e acabei detonando os pneus. Acho que nós tivemos um ritmo decente para andar ao menos ali com a Mercedes”, comentou.
 
Quem não gostou nada da manobra de Vettel sobre Bottas, além do próprio finlandês, foi Niki Lauda. O sempre falastrão presidente não-executivo da Mercedes não perdeu a chance de criticar Seb, ainda que seja um grande fã do piloto alemão. Na verdade, a crítica do dirigente foi muito mais por considerar a punição de 5s muito branda.
 
“Por que Vettel levou apenas 5s depois desse erro gritante? Não entendo. É muito pouco. Cinco segundos não é nada. Ele destruiu toda a corrida, tanto dele quanto do Bottas”, disparou o austríaco, tricampeão mundial de F1.
HISTÓRIA ESCRITA SEM BRILHO

REGULAMENTO TIRA BRILHO DE VITÓRIA DA TOYOTA EM LE MANS


//