F1
08/06/2018 16:30

Verstappen confirma domínio e lidera sexta-feira de treinos livres do GP do Canadá. Hamilton é quarto

Max Verstappen seguiu comandando a tabela de tempos em Montreal. Como no treino inicial do dia, o jovem holandês também se impôs na sessão complementar. Fazendo uso dos rápidos hipermacios, o #33 cravou 1min12s198, mais de um décimo mais rápido que Kimi Räikkönen, o melhor entre os caras da Ferrari. Líder do campeonato, Lewis Hamilton fechou a sexta-feira (8) do GP do Canadá em quarto
Warm Up
EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba

Max Verstappen foi o homem da sexta-feira (8) canadense da F1. O jovem holandês comandou também o segundo treino livre e com uma folga de mais de um décimo para Kimi Räikkönen, o melhor entre os dois ferraristas. Ambos andaram na casa de 1min13s baixo e com os pneus hipermacios – os compostos mais velozes da Pirelli para o fim de semana no circuito Gilles Villeneuve, que sedia a sétima etapa da temporada 2018. Comprovando o bom momento da Red Bull, Daniel Ricciardo ainda conseguiu saltar para a terceira posição nos cinco minutos finais do TL2.

Líder do campeonato, Lewis Hamilton foi o mais veloz com os supermacios – o pneu mais duro do conjunto da fabricante italiano – e apenas 0s579 mais lento que Verstappen, mas em cima de compostos ultramacios. O inglês acabou o dia em quarto. Como é notória a dificuldade da Mercedes em achar performance com a composição mais macia, a dupla prateada dedicou a sexta-feira aos testes com os supermacios e os ultramacios. Valtteri Bottas fez o sexto tempo. O time ainda brigou com o desgaste acentuado dos compostos.

Entre os carros do time alemão, ficou Sebastian Vettel. O tetracampeão cumpriu stints com os supermacios também, mas não alcançou o mesmo desempenho dos rivais. E foi com os hipermacios que acabou registrando a quarta melhor marca. E o posto de melhor do resto ficou com Romain Grosjean, que colocou a Haas em sétimo, logo à frente da Force India de Esteban Ocon. Sergio Pérez e Fernando Alonso completaram os dez primeiros. 

A F1 volta neste sábado, a partir das 12h (de Brasília), para o terceiro e último treino livre no circuito Gilles Villeneuve, em Montreal. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.
Max Verstappen foi o mais veloz do dia (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Confira como foi o segundo treino livre do GP do Canadá

Com o asfalto em uma temperatura de pouco mais de 40 graus, Kimi Räikkönen foi quem primeiro deixou os boxes na sessão complementar da sexta-feira ensolarada em Montreal. O piloto da Ferrari decidiu iniciar seu primeiro stint com os compostos ultramacios (os de cor roxa). Além do ultra, a Pirelli também levou o hipermacio (rosa) e o supermacio (vermelho). Só que o giro inicial de Kimi foi ainda muito alto, na casa de 1min16s158. A Renault mandou Carlos Sainz também na sequência, que ganhou a companhia dos dois pilotos da Force India. Sergio Pérez voltava ao carro depois de ceder a vez a Nicholas Fafiti no TL1. E quem por último se juntou ao grupo foi Brendon Hartley.

Minutos depois, Räikkönen baixou sua marca e atingiu 1min14s382, para comandar a tabela. Aí Kevin Magnussen colocou a Haas em segundo - mas andando de supermacios. Hartley, Romain Grosjean, Sainz, Pérez, Charles Leclerc, Lance Stroll e Marcus Ericsson completavam os dez primeiros.
 
Mas aí Sainz, usando os supermacios, saltou para o segundo posto, apenas 0s051 mais lento que Kimi. Daniel Ricciardo também veio bem com os compostos vermelhos e virou 1min15s238 - para se colocar em terceiro. Mas essa posição logo foi tomada por Pérez, que trouxe Hartley, Leclerc, Ericsson e Ricciardo. Todos aí andando de supermacios - o composto mais 'duro' do fim de semana e mais lento.
 
Também de vermelho veio Lewis Hamilton. Com pouco mais de 15 minutos de sessão, o inglês foi 1s mais rápido que o finlandês da Ferrari, ao cravar 1min13s347 - estabelecendo novas marcas nos três setores da pista. Valtteri Bottas seguiu o companheiro de Mercedes e se colocou em segundo, mas 0s4 atrás. Mas Hamilton ainda tinha mais guardado. Na volta seguinte, o tetracampeão alcançou 1min13s031 - colocando 0s6 em cima de Bottas. Max Verstappen chegou a se infiltrar ali entre os carros prateados, mas o #77 tratou de recuperar o posto 2, com o tempo de 1min13s554.

Não durou nada. O holandês logo superou o nórdico e voltou ao segundo lugar - mas 0s5 atrás de Lewis. Isso porque o #44 voou na sequência para quebrar a barreira de 1min13s. Hamilton surgiu com 1min12s777.
Carlos Sainz bateu durante o início do TL2 (Foto: Reprodução/TV)

E quem surgiu bem também foi Fernando Alonso. Andando de ultramacios, o espanhol virou 1min14s297 para saltar para a quarta posição. A McLaren também seguiu testando peças aerodinâmicas à tarde e dedicou a sessão à avaliação de novas asas dianteiras. A colocação, no entanto, seria roubada instantes depois por Stoffel Vandoorne, também fazendo uso dos compostos de cor roxa. Enquanto isso, Sainz deu uma bela rodada, perdeu a traseira e acabou batendo entre as curvas 6 e 7. O incidente provocou a bandeira vermelha com pouco menos de 30 minutos de sessão. Pouco antes disso, o companheiro do espanhol, Nico Hülkenberg, tinha ido à pista depois da troca de câmbio no carro.

A paralisação durou menos de dez minutos, e quando o treino foi reiniciado, a ordem da tabela estava assim: Hamilton, Verstappen, Bottas, Vandoorne, Alonso, Räikkönen, Sainz, Leclerc, Ocon, Pérez, Hartley, Ericsson, Grosjean, Hülkenberg, Ricciardo, Magnussen, Galsy, Sirotkin e Stroll. Sebastian Vettel era o único sem tempo ainda.

Falando no tetracampeão ferrarista, ele não demorou a iniciar seus trabalhos. Assim que a pista foi reaberta, o #5 apareceu com os pneus supermacios. E conseguiu apenas o sexto tempo. Logo depois, o companheiro de equipe Räikkönen decidiu já andar de hipermacios. E em cima dos rosas, saltou para a ponta, ao registrar 1min12s328. A marca foi 0s5 mais veloz. Mas aí vem o detalhe: o tempo do Hamilton foi feito com os supermacios - em tese, o composto mais lento do fim de semana.

Quem também optou pelos hipermacios foi Verstappen. O jovem acertou uma boa volta e, mesmo sem ter o melhor segundo setor, foi capaz de completar o giro em 1min12s198, tomando de Kimi a liderança. Enquanto isso, o engenheiro de Lance Stroll o alertava sobre a alta velocidade com que estava entrando na curva final do circuito. Apenas lembrando que o canadense deu uma bela batida no 'Muro dos Campeões'. 
Stoffel Vandoorne deu uma bela cutucada no muro em Montreal (Foto: Reprodução/F1)
Quando o treino se aproximava da primeira hora, Stoffel Vandoorne atingiu o muro da curva 9 e quebrou a suspensão, ficando por ali mesmo. Por conta da remoção do carro, a direção de prova acionou o safety-car virtual. 

Com a sessão em bandeira verde novamente, com pouco menos de 30 minutos para o fim, muita gente voltou à pista. A Mercedes mandou sua dupla com os ultramacios, enquanto a Ferrari decidiu enviar Vettel com os hipermacios. Mas o alemão não passou de um quarto tempo na primeira tentativa de volta rápida. Ricciardo, depois de perder muito tempo nos boxes por um problema com a unidade de potência, foi à pista para tentar recuperar o tempo perdido. Só que, a partir daí, a sessão entrou na fase das simulações de corrida.

Enquanto a maioria iniciou seus stints usando os pneus hipermacios, incluindo a Ferrari e a Red Bull, a Mercedes optou pelos ultramacios. Nesta configuração, Hamilton vinha em desempenho mais consistente que o dos adversários. O grande problema da parte final da sessão foi o tráfego, que limitou o trabalho de avaliação do ritmo de prova. E, portanto, nada mudou entre os ponteiros.


F1 2018, GP do Canadá, Montreal, Treino livre 2:

1   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer 1:12.198  
2   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari 1:12.328 +0.130
3   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer 1:12.603 +0.405
4   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:12.777 +0.579
5   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari 1:12.985 +0.787
6   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes 1:13.061 +0.863
7   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari 1:13.620 +1.422
8   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes 1:13.747 +1.549
9   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes 1:13.754 +1.556
10   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Renault 1:13.866 +1.668
11   16 Charles LECLERC MCO Sauber Ferrari 1:13.884 +1.686
12   28 Brendon HARTLEY NZL Toro Rosso Honda 1:13.889 +1.691
13   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari 1:13.956 +1.758
14   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault 1:13.967 +1.769
15   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari 1:14.108 +1.910
16   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Renault 1:14.167 +1.969
17   55 Carlos SAINZ JR ESP Renault 1:14.433 +2.235
18   10 Pierre GASLY FRA Toro Rosso Honda 1:14.486 +2.288
19   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes 1:14.703 +2.505
20   35 Sergey SIROTKIN RUS Williams Mercedes 1:14.782 +2.584
          Tempo 107% 1:17.252 +5.054

 

CONFLITO À VISTA?

NOVA EQUIPE DE LORENZO, HONDA É TODA MOLDADA PARA MÁRQUEZ


Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
Indy
F1
Indy
F1
F1
F3
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
Indy
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook