F1
09/07/2018 13:51

Rosberg sai em defesa de Räikkönen em acidente na largada em Silverstone: “Não foi de propósito”

O acidente na largada do GP da Inglaterra ainda tem dado o que falar e agora foi a vez de Nico Rosberg dar seu parecer. Aos olhos do ex-F1, o episódio foi apenas um lance de corrida e de maneira nenhuma tinha alguma intenção por trás
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Hamilton abre passagem para Bottas voltar à segunda posição em Silverstone (Foto: Reprodução)
Nico Rosberg resolveu dar seus pitacos sobre o acidente que marcou a largada do GP da Inglaterra. O campeão de 2016 saiu em defesa de Kimi Räikkönen e afirmou que definitivamente o lance não foi proposital.
 
Quando foi liberado o início de prova em Silverstone, não demorou para que a cena da corrida acontecesse. Fritando os pneus, o finlandês acabou acertando o inglês, que rodou e caiu para o fundo do pelotão. Após a disputa, uma verdadeira guerra de ataques começou.
 
O #44, assim como a Mercedes, deram a entender que o #7 havia feito o toque propositalmente. Depois, o chefe da Ferrari chegou a dizer que a adversária “deveria se envergonhar” das acusações. No fim, entretanto, o tetracampeão acabou aceitando as desculpas do campeão de 2007, que chegou a reconhecer que merecia a punição.
O momento que decidiu a corrida ocorreu logo na largada: Hamilton rodou após incidente com Räikkönen (Foto: Reprodução)
Aos olhos do ex-F1, o lance foi algo normal de corrida e que definitivamente não tinha nenhuma intenção por trás, uma vez que Räikkönen não pilota para ninguém além de si mesmo. “A resposta é bastante simples: 100% que não foi de propósito”, pontuou.
 
“Nós também vimos isso na Áustria, pois até mesmo lá Kimi não estava pilotando para Sebastian. Na Áustria, Kimi era segundo e Sebastian o terceiro e não tinha como deixar Vettel passar. Eles nem consideraram isso. Kimi está pilotando para ele mesmo”, completou.
 
“Ele apenas bagunçou as coisas, freou tarde demais, travou os pneus e se catapultou em cima de Lewis. É incomum para Kimi, pois esses tipos de coisa não acontecem. É um pouco estranho, mas definitivamente não foi de propósito. E foi merecido s 10s e dois pontos na carteira”, encerrou.
 
No GP da Inglaterra, Sebastian Vettel conquistou a vitória, enquanto Lewis Hamilton foi o segundo. Com o resultado, o alemão abriu uma vantagem de oito pontos na liderança da classificação.