F1

Red Bull descarta Alonso e Räikkönen e escolhe Ricciardo para companheiro de Vettel, diz jornal

De acordo com o jornal alemão ‘Sport Bild’, Daniel Ricciardo substituirá Mark Webber na temporada 2014 do Mundial de F1 e o anúncio será feito no GP da Bélgica

Warm Up / Redação GP, de São Paulo

A Red Bull continuará com um australiano na equipe em 2014: Daniel Ricciardo foi o escolhido para substituir Mark Webber na equipe tricampeã do Mundial de F1. É o que crava o jornal alemão ‘Sport Bild’.

De acordo com a publicação, o anúncio da promoção de Ricciardo para o time principal da empresa de bebidas energéticas será feito no próximo fim de semana, em Spa-Francorchamps, palco do GP da Bélgica.
Daniel Ricciardo será titular da Red Bull em 2014, publicou jornal alemão (Foto: Getty Images)
Ricciardo estreou na F1 em 2011, na metade da temporada, correndo pela HRT. No ano seguinte, subiu para a Toro Rosso, equipe ‘B’ da Red Bull, onde é, desde então, companheiro do francês Jean-Éric Vergne.

No momento em que Webber anunciou a aposentadoria da F1, no GP da Inglaterra, os nomes de Ricciardo, Vergne e também de Kimi Räikkönen, da Lotus, passaram a ser cotados como possíveis substitutos.

Vergne foi rapidamente descartado – tanto é que apenas Ricciardo recebeu a chance de testar com o RB9 em Silverstone, no mês de julho –, mas a lista continuou tendo um terceiro nome: Fernando Alonso. O empresário do piloto da Ferrari chegou a se reunir com o chefe da Red Bull, Christian Horner, no fim de semana do GP da Hungria, para discutir uma eventual mudança de Maranello para Milton Keynes.

Caso a informação publicada pelo ‘Sport Bild’ se confirme, Ricciardo será o segundo piloto do programa de jovens talentos da Red Bull a chegar à equipe principal da marca. O primeiro foi Sebastian Vettel, promovido em 2009. Desde então, o alemão conquistou 29 vitórias e três títulos mundiais.

Ricciardo tem no currículo 41 GPs na F1, sendo que o melhor resultado foi um sétimo lugar no GP da China de 2013. No grid de largada, o ponto alto foi o quinto lugar no GP da Inglaterra deste ano. Até aqui, em dez corridas disputadas em 2013, o australiano tem 11 pontos, dois a menos que Vergne.

Ainda segundo a reportagem, com a decisão da Red Bull, a mudança de Räikkönen da Lotus para a Ferrari agora é mais provável.