F1

Honda retorna à F1 como fornecedora de motores da McLaren e faz anúncio oficial nesta quinta, afirma site

Segundo o site ‘Sankei’, o presidente da Honda, Takanobu Ito, estará à frente de uma entrevista coletiva para oficializar o retorno da montadora à F1 como fornecedora de motores. A partir de 2015, a fábrica entregará seus propulsores à McLaren

Warm Up / Redação GP, de Sumaré



A Honda está muito próxima de selar seu retorno à F1 como fornecedora de motores a partir de 2015. Nesta quarta-feira (15), o diário ‘Nikkei’, especializado em jornalismo econômico, noticiou que Takanobu Ito, presidente da montadora, fará o anúncio oficial “em breve”. Já o site ‘Sankei’ foi além e cravou que a oficialização do retorno da Honda ao grid acontecerá já nesta quinta-feira. 

Por conta de uma grave crise financeira mundial, a montadora japonesa deixou a categoria no fim da temporada de 2008 e voltará ao grid em 2015, mas apenas como fornecedora de motores e, primeiramente, para a McLaren. Será assim a reedição de um casamento bem-sucedido, que rendeu quatro Mundiais de Pilotos (1988, 1989, 1990 e 1991) e outros quatro de Construtores, no mesmo período. Foi com a Honda que Ayrton Senna conquistou seus três títulos mundiais e faturou 32 das suas 41 vitórias, sendo duas pela Lotus e 30 pela McLaren.

Falta muito pouco para a Honda selar seu retorno à F1 (Foto: Honda Racing)

Embora o novo regulamento da F1 a respeito dos motores entre em vigor na próxima temporada, a Honda prefere ter mais tempo para desenvolver seu propulsor visando a reestreia em 2015. A categoria viverá uma revolução com a volta da era turbo. A partir do ano que vem, os carros serão empurrados por motores V6 de 1,6 L, de consumo menor em relação aos atuais aspirados V8 de 2,4 L. De maneira oficial, Mercedes, Ferrari e Renault já trabalham no desenvolvimento do novo propulsor.

Até o fim de 2014, a McLaren tem contrato com a Mercedes e deve cumpri-lo. Durante o fim de semana do GP da Espanha, Martin Whitmarsh se recusou a confirmar se a escuderia de Woking não vai exercer a opção de renovação com a montadora alemã para 2015 e além.

Rumores na imprensa europeia dão conta que a McLaren receberá de graça os motores da Honda, que deve ter outras duas equipes como cliente. Uma dessas especulações aponta para uma possível parceria entre Honda e Sauber. Segundo esses rumores, outro time que pode ser equipado com os propulsores japoneses a partir de 2015 é a Lotus.