F1
11/07/2018 16:36

Haas se cansa de novo incidente doméstico na Inglaterra: “Precisamos parar de jogar pontos fora”

Günther Steiner, chefe da Haas, está bem incomodado com as chances que a Haas tem perdido em 2018. O dirigente lamentou o incidente entre Roman Grosjean e Kevin Magnussen em Silverstone e os vários pontos jogados no lixo com a Renault abrindo margem mesmo em um final de semana bem ruim
Warm Up / Redação GP,  de São Paulo
 Romain Grosjean (Foto: Haas)

Não está muito agradável o clima na Haas. Chefe do time americano, Günther Steiner já havia deixado clara a insatisfação com os consecutivos erros de Romain Grosjean. Agora, reclamou também dos vários pontos que a equipe tem deixado pelo caminho. Na Inglaterra, com um carro bem mais veloz que o da Renault - que sequer foi ao Q3 na classificação -, tomou mais seis pontos de desvantagem para os rivais no Mundial de Construtores.
 
Steiner reclamou bastante do incidente na primeira volta entre Grosjean e Kevin Magnussen e cobrou que o time aproveite as oportunidades.
 
"Não estou feliz. Claro que essas coisas podem acontecer, mas não devem. Precisamos ser melhores do que isso, é essa a conclusão. Precisamos parar de jogar pontos fora. Estamos sempre nos pontos e, de repente, perdemos eles. E fazemos isso sozinhos. Ano passado a luta era para estar nos pontos, agora para parar de sair deles", disse.
Guenther Steiner está bem incomodado com os pontos perdidos pela Haas (Foto: Haas)

O dirigente lembrou que a Haas lutava em 2017 para entrar no top-10. Agora, não pode mais sair desse grupo, ainda que o carro esteja bem melhor.
 
"É sempre um trabalho duro e nosso trabalho duro hoje é para marcar pontos, parar de jogar eles fora. A gente deveria estar pensando cada vez mais alto, mas estamos apenas tentando limpar os nossos erros", seguiu.

Magnussen vem em nono no Mundial de Pilotos, enquanto Grosjean é o 15º. A Haas está em quinto no Mundial de Construtores.

Ferrucci deveria ter a licença cassada? ASSISTA