F1

FIA decide reavaliar acidente do GP do Canadá e chama Pérez e Massa para reunião nesta sexta-feira na Áustria

A Force India convenceu a FIA de que há novos elementos sobre o acidente entre Sergio Pérez e Felipe Massa no Canadá. A entidade chamou os dois pilotos para uma reavaliação do caso nesta sexta-feira

Warm Up, de Spielberg / EVELYN GUIMARÃES, de Spielberg
A Force India conseguiu convencer a FIA, a Federação Internacional de Automobilismo, de que existem novos elementos sobre o acidente envolvendo Sergio Pérez e Felipe Massa na última volta do GP do Canadá, corrida disputada há 15 dias no circuito Gilles Villeneuve. 

O mexicano foi considerado culpado pela colisão e foi punido pelos comissários com a perda de cinco posições no grid de largada para a etapa da Áustria, que será realizada neste fim de semana.
Acidente será reavaliado pela FIA nesta sexta-feira (Foto: Getty Images)
Alegando novas evidências sobre o episódio, a equipe indiana pediu a revisão ontem e disse que Pérez não teve a chance de conversar com os comissários em Montreal, porque estava no centro médico.

Nesta sexta-feira (20), o time e o piloto se reuniram com os representantes da entidade máxima para provar que existem novos elementos no caso e que o acidente precisa de uma reavaliação.

Ao fim do encontro, ficou acordado que, de fato, há evidências diferentes e, assim, a FIA decidiu chamar tanto Pérez quanto Massa para uma conversa sobre os eventos do Canadá. A reunião está marcada para as 16h, hora local, 11h, de Brasília, ainda desta sexta-feira.

Durante a coletiva desta quinta, Pérez se mostrou confiante em uma reviravolta sobre o caso e disse ter certeza de que pode provar que “não fez nada de errado”. Massa, por sua vez, reiterou que o mexicano errou e que a manobra em Montreal foi “perigosa”. O brasileiro ainda defendeu uma punição mais severa ao colega.

GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' o GP da Áustria, oitava etapa do Mundial de F1, com a repórter Evelyn Guimarães. Para acompanhar todo o noticiário, clique aqui.