F1
29/07/2014 13:57

Ecclestone admite regras “estúpidas e desnecessárias” na F1 e desiste da ideia de relargada parada para 2015

Bernie Ecclestone admitiu que a F1 criou regras “estúpidas e desnecessárias” ao longo dos anos e afirmou que o Mundial não terá relargadas paradas na temporada 2015
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
O GP da Hungria de F1 serviu para muito mais do que apenas mostrar a qualidade de pilotos como Daniel Ricciardo, Fernando Alonso e Lewis Hamilton. Empolgados com a boa prova de Hungaroring, os dirigentes traçaram novas diretrizes para o Mundial, o que resultou na queda da regra que determinava relargada parada após períodos de safety-car.
 
De acordo com Bernie Ecclestone, a prioridade é fazer um “acerto fino”, ao invés de uma grande mudança, já que a “corrida incrível” da Hungria mostrou que a F1 não está destruída.
Bernie Ecclestone reconheceu que a F1 criou regras denecessárias ao longo do ano (Foto: Getty Images)
“Simplesmente não deveria ter as regras estúpidas e desnecessárias que criamos ao longo dos anos”, reconheceu o britânico de 83 anos em entrevista à publicação germânica 'Auto Motor und Sport'. “Quero um campeonato de pilotos, não de engenheiros”, disparou.
 
“Já disse aos comissários que eles não devem punir cada coisinha”, reforçou. “Quero que os pilotos corram um com os outros, ao invés de constantemente perguntarem o que podem e não podem fazer”, falou.
 
Por fim, Ecclestone também afirmou que o Mundial vai desistir da regra de relargada parada para 2015. 
 
“Não teremos relargadas paradas depois do safety-car”, garantiu Bernie. “O que vimos em Budapeste foi bom o bastante”, concluiu.

Quer ter o prazer de guiar uma Ferrari e assistir ao GP da Itália em Monza?
Clique e saiba dos detalhes do pacote GRANDE PRÊMIO pelo e-mail

Últimas Notícias
sexta-feira, 25 de maio de 2018
Copa Truck
Copa Truck
Endurance
Copa Truck
F1
Indy
Copa Truck
F2
Indy
Copa Truck
Indy
Indy
Copa Truck
Indy
Indy
Galerias de Imagens
Facebook