F1
12/05/2018 15:10

Confira declarações dos pilotos após classificação para GP da Espanha, quinta etapa da temporada 2018 da F1

Lewis Hamilton confirmou o domínio que a Mercedes ensaiou nos treinos livres e, com Valtteri Bottas a seu lado na primeira fila, parte na pole do GP da Espanha. As duas Ferrari e as duas Red Bull completam a lógica das filas dois e três. Kevin Magnussen é o melhor do resto
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

O fim de semana da F1 em Barcelona só teve Mercedes na frente até agora. É verdade que nas duas primeiras partes do treino classificatório deste sábado (12) Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen colocaram a Ferrari na ponta, mas o Q3 devolveu a normalidade do que tinha sido visto nos treinos livres: Lewis Hamilton em primeiro, Valtteri Bottas em segundo.
 
Vettel e Kimi Räikkönen ficaram exatamente nessa ordem, mas na segunda fila. E para encerrar mais um ponto de normalidade do Big-3 da F1, Max Verstappen e Daniel Ricciardo formaram uma terceira fila toda da Red Bull.
 
O melhor do resto foi Kevin Magnussen de uma Haas que indicou desde a sexta-feira ser a quarta força do grid. Fernando Alonso e Carlos Sainz Jr., no entanto, ainda ficaram à frente de Romain Grosjean, fechando o top-10.
 
Stoffel Vandoorne inaugurou a segunda metade e foi seguido por Pierre Gasly, que ainda conseguiu jogar a Toro Rosso à frente da Force India. Esteban Ocon larga em 13º, com Sergio Pérez em 15º. Entre os dois, Charles Leclerc, mostrando um tempero na Sauber.
 
Nico Hülkenberg teve problemas e acabou eliminado no Q1: larga em 16º. Marcus Ericsson e Lance Stroll seguem, com Sergey Sirotkin em 19º - é verdade que ele foi mais rápido que Stroll, mas carrega uma punição desferida no Azerbaijão. Brendon Hartley, por conta do forte acidente no TL3, sequer treinou e larga em último. 
Lewis Hamilton e Sebastian Vettel (Foto: Beto Issa)
Confira as declarações:

 
 
 
Kimi Räikkönen, quarto: "Depois do erro [na primeira volta rápida do Q3], quis tentar algo diferente [trocar os pneus supermacios pelos macios]. Não tinha muito a perder, então pensei em tentar. Os macios estavam muito bons no Q2. Estávamos tendo dificuldades para fazer os pneus funcionarem, não foi a classificação mais tranquila. Estou um pouco decepcionado, mas poderia ter sido pior. Eles [a Pirelli] mudaram o pneu um pouco, por qualquer que seja a razão. Não são iguais ao que eram nas últimas corridas. Não estava ruim, mas precisávamos de mais voltas. Foi complicado, mas uma vez que eles funcionam, parecem ser OK."
 
 
Daniel Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Kevin Magnussen, sétimo: "Foi uma classificação muito boa. O P7 é uma pole-position, na real - é o melhor que dá para esperar se você não está em Mercedes, Ferrari ou Red Bull. Estou ansioso para amanhã e espero que possamos marcar bons pontos. De novo, o P7 é provavelmente o melhor que podemos esperar caso todo mundo chegue ao final. Ainda é uma batalha apertada, mas creio que nosso carro é forte e podemos ficar felizes no momento. Precisamos manter o nível, seguir desenvolvendo e colocando atualizações no carro."
 
 
Carlos Sainz Jr., nono: "Boa classificação! Melhoramos desde ontem, grande trabalho do time em melhor tanto o carro. Ontem sabíamos que chegar ao Q3 seria difícil, mas trabalhamos, mudamos e melhoramos. Eu estou confiante que amanhã nós podemos ter uma corrida forte: estamos no top-10 e a meta é marcar santos. Vamos largar com os pneus macios e com uma estratégia ideal nas mãos. Estou ansioso por entregar um bom show ao público de casa."
 
Romain Grosjean, décimo: "Classificação bem boa para a equipe, com dois carros no top-10. Claro que o Q3 poderia ter sido melhor e não estou muito feliz de largar em décimo, mas, em geral, creio que estamos em boa posição para a corrida. E estou feliz com o time."
 
Stoffel Vandoorne, 11º: "Tivemos a melhor classificação do ano com sobras. A escolha de pneus era difícil, mas a sensação do com o carro foi boa e ficamos bem perto do Q3 - Fernando entrou. Mostra que nossas novidades funcionaram bem. Estamos na direção certo. Os pontos são possíveis para amanhã. Até aqui, nos demos bem nos domingos. Entendemos bem nossas estratégias e como usar os pneus. Temos tido bom ritmo de corrida e precisamos aproveitar os erros dos outros.
 
As condições da pista estão complicadas desde o começo, então amanhã precisamos estar afiados. Não podemos cometer erros. Se fizermos isso, podemos nos beneficiar e marcar alguns pontos."
 
Pierre Gasly, 12º: "Estou bem feliz com o Q2 e meu P12. Temos bom desempenho, algo importante depois de China e Baku, então acho que temos coisas positivas para levar de hoje. Sabíamos que vir aqui seria complicado porque algumas equipes vieram com grandes atualizações, mas o mais importante é entender nosso pacote, algo que acho que estamos fazendo. Precisamos analisar o desempenho, mas estamos felizes. As coisas estão funcionando neste fim de semana, entramos no top-10 no TL1 e no TL3 e ficamos perto na classificação. É encorajador. A corrida será longa, e sabemos que estratégia de pneus e de prova podem ser a diferença. Temos uma escolha livre para os compostos com que começaremos a corrida, então é uma boa posição para se estar."
Pierre Gasly (Foto: Beto Issa)
Esteban Ocon, 13º: "Estou um pouco decepcionado com o resultado final, porque não tínhamos o ritmo que esperávamos. Estou feliz com os ajustes que usamos e podemos ver que as atualizações que vieram para cá estão funcionando, mas precisamos de um pouco mais para diminuir a distância para o pelotão dianteiro. Estou otimista para amanhã. Não estamos tão longe do top-10 e o ritmo de corrida não é ruim. Precisamos de uma boa largada e veremos o que é possível. Ano passado eu ganhei cinco posições na corrida, e ficaria feliz em repetir."
 
Charles Leclerc, 14º: "Dia positivo, tiramos uma boa performance do carro aqui em Barcelona, melhor que esperávamos. Avançamos durante o TL3, e eu me esforcei para colocar tudo aquilo que aprendemos recentemente em prática neste fim de semana. Fiz uma boa volta no Q1 e me sinto incrível de entrar no Q2 pela segunda vez seguida, especialmente considerando que não tínhamos essa expectativa nesta pista. Estou bem satisfeito com o progresso que fizemos. Espero que tenhamos um resultado positivo amanhã."
 
Sergio Pérez, 15º: "Foi uma classificação decepcionante. O Q1 foi OK, carro e pneus funcionaram bem, mas no Q2 perdemos muito desempenho. É bem estranho, porque usamos a mesma estratégia que no Q1, mas os pneus se comportaram de forma totalmente diferente. Não dava para mudar, e o carro estava escorregando na pista, o que causou minha volta ser 0s4 mais lenta que no Q1. Espero que possamos nos recuperar amanhã e sair com alguns pontos."
 
Nico Hülkenberg, 16º: "Tivemos alguns problemas com o sistema de combustível que causaram a perda de pressão e impactaram na entrega da potência. Foi inesperado e vamos agora avaliar o que aconteceu. Nosso dia amanhã ficou muito mais difícil, já que sabemos que ultrapassar aqui é complicado. Temos que desenvolver nossa estratégia e espero que dê certo. Ainda temos os pontos como meta. Tentaremos nosso melhor."
Marcus Ericsson (Foto: Beto Issa)
Marcus Ericsson, 17º: "Foi uma classificação decepcionante para mim. Eu estava tendo dificuldades com o equilíbrio, o carro não estava muito bom. É uma pena ser eliminado no Q1 quando temos sido tão competitivos quanto neste fim de semana. Ao mesmo tempo, isso é positivo, porque vamos poder recuperar algumas colocações amanhã. Veremos o que dá para fazer."
 
Sergey Sirotkin, 18º: "Está sendo um fim de semana difícil. Sabemos que não é a melhor pista para nós, não esconde nossas fraquezas, mas definitivamente está mais duro que esperávamos. Perder o TL1 complicou um pouco para mim e nossa punição não ajuda, mas não fará grande diferença. Fizemos um bom trabalho de recuperar a situação desde o Bahrein e melhoramos. Hoje não foi nosso dia, não é nosso fim de semana, mas não quero ser pessimista. Não acho que uma semana quebra o crescimento da equipe, por mais dura que seja. Todo mundo está trabalhando forte. Estamos fazendo o possível para melhorar."
 
Lance Stroll, 19º: "Eu estava com uma volta muito melhor, mas perdi o carro indo com tudo no final. Não vou me arrepender por isso quando sei onde estamos hoje. Estava com uma volta OK, mas não sairia do Q1, o que era esperado. Vimos melhora em Baku, mas neste fim de semana estamos de volta onde gostaríamos. É algo que precisamos melhorar, e espero que seja mais cedo do que tarde. O circuito certamente não é bom para nosso carro."
 
Brendon Hartley, 20º: "Foi uma pancada forte. Normalmente tocamos um pouco a zebra na entrada da curva nove, mas entrei 1 ou 2 cm demais, acertei a parte suja e rodei bem rápido. O carro estava bom pela manhã. Não tive uma chance limpa no fim do treino, então o tempo de volta não foi real. Vou ficar otimista, dormir bem e voltar amanhã tranquilo e tudo é possível. Sei que o time começou do fim do grid ano passado e marcou pontos, então essa tem que ser a meta para amanhã."

Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
Indy
F1
Indy
F1
F1
F3
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
Indy
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook